Pará e Sergipe realizam suas conferências estaduais

Finalizam-se hoje, dia 26, as conferências estaduais de assistência social dos estados do Pará e de Sergipe, que tiveram como objetivo avaliar e propor para o SUAS nos referidos estados além de analisar o processo e resultados das conferências municipais e escolher delegados para a Conferência Nacional, que ocorrerá em Brasília entre os dias 16 e 19 de dezembro.

Em Belém, cerca de 1.300 pessoas participam do evento, que foi organizado pelo Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas) e pela Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas). Nessa conferência estadual, serão eleitos 60 delegados, que representarão o Pará na IX Conferência Nacional de Assistência Social. A presidente do CNAS, Luziele Tapajós, participou da abertura do evento, proferiu a conferência magna e participou ainda de Mesa Redonda que discutiu os seis eixos da Conferência. Hoje, as discussões se darão em oficinas e plenária final. Ela destacou que todo o processo da Conferência Nacional, que se inicia nos municípios, é a oportunidade de mostrar as especificidades dos SUA para o Brasil inteiro durante a Conferência Nacional, destacando, neste caso do Pará, o fator amazônico”.

Em Sergipe, a conferência estadual que começou ontem, dia 24, em Aracajú, reúne 318 delegados eleitos nas conferências municipais e 42 delegados do Conselho Estadual que, junto à Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides), promove o evento. Em Sergipe, todos os 75 municípios do estado realizaram suas conferências municipais, que somam 8.539 participantes. A conselheira nacional Margareth Dallaruvera representa o CNAS na Conferência Estadual de Aracaju, proferindo a Conferência Magna.

 

Anúncios