CNAS terá novo arquivo dentro das normas recomendadas

Após passar por uma reforma completa em sua sede, com modernização de todas suas instalações, o CNAS dá um passo decisivo no sentido de ter uma infraestrutura condizente com a importância do órgão: a ampla reforma de seu arquivo.

Com processos que datam de época tão remota quanto a década de 50, os documentos variados que compõem o arquivo do CNAS, aproximadamente 100 mil processos administrativos – alguns com até doze anexos -, vinham passando por um processo de degradação natural em função do tempo, agravada pelas condições de suas instalações. Essa situação, no entanto, está com os dias contados.

Para solucioná-la, foi contratada uma empresa que irá fazer a higienização e digitalização de todos os documentos do arquivo. O serviço já começou a ser feito – sendo que todos os servidores do CNAS estão em uma espécie de mutirão para preparo dos lotes a serem enviados à empresa contratada. Esse preparo consiste na verificação de cada processo arquivado, realizando as correções necessárias (sequência, página em branco).

A empresa, contratada via edital, recebe os documentos, realiza a higienização (retirada de clipes, de durex, de fungos) e procede à digitalização, dentro das normas estabelecidas pela Fundação Biblioteca Nacional, disponibilizando a versão digitalizada para consulta.

Enquanto toda a documentação estiver fora das instalações destinadas ao CNAS, dentro do anexo do Ministério da Previdência Social, será feita instalação de estantes deslizantes, que além de otimizar o espaço, garantem a integridade dos documentos, pois possibilitam vedação total de substâncias e animais que degradam papel (goteiras, fuligem, poeira, traças, ratos).

A expectativa da Secretaria Executiva do CNAS é de que até o final do ano o órgão esteja com seu novo arquivo, concluindo, assim, a modernização de sua infraestrutura.

Anúncios