CNAS participa do 1º. Seminário Nacional sobre Gestão do trabalho e Educação Permanente do SUAS

Promovido pela Secretaria Nacional de Assistência Social (SNAS/MDS), o Seminário teve como objetivo discutir os avanços das políticas para os trabalhadores e a qualificação dos serviços, benefícios e transferência de renda no sistema.

A presidente do CNAS, Luziele Tapajós, foi convidada e participou da mesa que teve como tema “A participação dos trabalhadores nas instancias do SUAS: perspectivas e limites”, a presidente do CNAS destacou que  “o segmento dos trabalhadores se consagra nas instâncias de controle social, proporcionalmente ao avanço das conquistas no âmbito do SUAS”. Ela lembrou a última conquista ocorrida no CNAS para os trabalhadores e, portanto, para todo o Suas: o reconhecimento das ocupações de nível médio e fundamental. As ocupações reconhecidas variam de acordo com a escolaridade, entre eles cuidadores, orientadores, educadores, motoristas, seguranças, cozinheiros, copeiros e agentes de limpeza.

Segundo a presidente do CNAS, “é fundamental distinguir que, quanto mais é assegurado o direito à participação nas instâncias de deliberação, mais aumenta a responsabilidade com a representatividade nos conselhos, que precisa ser legítima e só o é se expressar o pensamento coletivo e também a defesa de sua agenda. E isso vale para todos os segmentos da sociedade civil”.

Debates importantes como Gestão do Trabalho e Vigilância Socioassistencial: integração e possibilidades; A ética como princípio das Equipes de Referência no SUAS: concepção e o desafio da interdisciplinaridade; A Educação Permanente no SUAS: perspectivas e desafios; O SUAS e Sistema de Justiça: especificidades e interfaces e o Reconhecimento dos Profissionais do SUAS: (re)significado para o trabalho social no SUAS antecederam a discussão sobre a participação dos trabalhadores nas instancias do SUAS.

Anúncios