População reconhece assistência social como direito

foto bira

Foto: Ubirajara Machado/MDS

10ª Conferência

Presidenta Dilma Rousseff afirmou, durante abertura da 10ª Conferência, que Suas é uma das políticas mais estratégicas adotadas pelo país

Brasília – “Hoje a assistência social é reconhecida e praticada como um direito de todos e todas e dever do Estado. Vocês tornaram isso realidade”, afirmou a presidenta Dilma Rousseff durante a abertura da 10ª Conferência Nacional de Assistência Social, na segunda-feira (7). Ela falou a gestores estaduais e municipais, trabalhadores e usuários do Sistema Único de Assistência Social (Suas) que participam do encontro.

Ela lembrou que, há 13 anos, o país tomou a decisão, em conjunto com todos os entes federativos e a sociedade civil, de criar uma política pública social adequada ao tamanho do Brasil. Dilma Rousseff destacou que, desde então, o governo federal assumiu o compromisso de criar condições para que as pessoas tivessem oportunidades iguais. “Essa luta ainda continua. Ainda temos muito o que fazer neste país”.

Segundo a presidenta, o Brasil tem orgulho de ter construído uma tecnologia social como o Suas. “Não é uma pessoa. É o trabalho cooperativo de milhares de pessoas que levam à frente essa, que eu considero, uma das políticas mais estratégicas que o Brasil adotou nos últimos anos.”

Atualmente o Suas está presente em 99,4% dos municípios. A construção do sistema permitiu a expansão da rede socioassistencial para todo o território nacional e a ampliação da oferta de serviços à população mais vulnerável. “Sem o Suas, não teríamos o Bolsa Família, o Brasil Sem Miséria e não teríamos saído do Mapa da Fome”, reforçou Dilma Rousseff.

A quilombola Maria Alves de Souza, que participa do encontro representando os usuários da assistência social, afirmou que o Suas levou dignidade à população, que antes era esquecida pelos governantes. “Foi com o Suas que a população negra, agricultora familiar, mulheres tiveram vez neste país. Nos últimos 12 anos conseguimos, a partir das políticas sociais, ser protagonistas nesse país. Não queremos retroceder.”

Conferência – Na 10ª Conferência Nacional de Assistência Social, que será realizada em Brasília entre os dias 7 e 10 de dezembro, 1,4 mil delegados, eleitos durante conferências municipais e estaduais, e convidados vão discutir a proteção social e a cobertura e aprimoramento dos serviços socioassistenciais, programas, projetos, benefícios e transferência de renda. O encontro marca o início da construção do Plano Decenal de Assistência Social.

Anúncios