Presidente do CNAS participa de eventos e faz palestra sobre Resoluções CNAS Nº 14 e 15 no Mato Grosso do Sul

O presidente do CNAS, Edivaldo Ramos, participou do I Encontro Estadual de Apoio Técnico Descentralizado do Suas aos Gestores e Técnicos Municipais da Assistência Social de Mato Grosso do Sul, realizado nos dias 26 e 27 de junho, em Campo Grande (MS). O evento, promovido pela Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social, reuniu técnicos e gestores dos 79 municípios do estado na discussão dos serviços socioassistenciais executados pela Assistência Social.

Além de participar da abertura do Encontro, Edivaldo Ramos proferiu palestra sobre as Resoluções CNAS de número 14 e 15 de 2014, que tratam, respectivamente, da definição de parâmetros nacionais para a inscrição das entidades ou organizações de Assistência Social, bem como dos serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais nos Conselhos de Assistência Social e da orientação os Conselhos de Assistência Social quanto à sua organização e ao seu funcionamento como instância de participação e de controle social do Programa Bolsa Família.

O encontro teve como objetivo a elaboração do Pacto de Aprimoramento da Gestão Municipal do SUAS e discutiu as temáticas pertinentes a cada tipo de atendimento ofertado nos Cras, Creas, a atuação dos conselheiros nos Conselhos Municipais de Assistência Social e o papel da Gestão Municipal frente às novas diretrizes que estão se desenhando para a efetivação do Sistema Único de Assistência Social.

No dia 26, Edivaldo também participou da cerimônia de abertura da III Conferência Estadual de Economia Solidária de MS, cujo tema é Construindo um Plano Nacional da Economia Solidária para promover o direito de produzir e viver de forma associativa e sustentável.

A III Conferência Estadual de Economia Solidária de MS, realizada nos dias 26 e 27 de junho,  teve como finalidade discutir os avanços, limites e desafios da economia solidária; debater sobre o processo de integração das ações de apoio da economia solidária, fomentadas pelo Governo do Estado e sociedade civil; elaborar planos regionais de economia solidária e finalmente, elaborar um Plano Estadual de Economia Solidária.

Anúncios